CIRURGIAS

Home/CIRURGIAS
CIRURGIAS 2017-03-05T15:45:11+00:00

RINOPLASTIA

Harmonia. Difícil é a definição de beleza, porém harmonia é uma qualidade sempre presente quando falamos de um rosto belo. Impossível atingir essa harmonia sem um nariz esteticamente  bonito, de aspecto natural e que combine perfeitamente com o rosto. Também é impossível separar beleza de funcionalidade na rinoplastia. Nem o mais lindo nariz pode ser considerado um sucesso se não cumprir a sua função na respiração. Rinoplastia como qualquer outra cirurgia estética envolve melhora da autoimagem, da autoestima. Nosso objetivo é fornecer as informações que possam ajudar você a planejar a realização da sua rinoplastia.

O que eu preciso saber antes da cirurgia ?

Você deve saber que 15 anos é a idade mínima para alguém ser submetido a uma rinoplastia estética. A realização abaixo dessa idade é exceção e somente é considerada em casos de trauma ou de problemas funcionais graves. O caminho para a satisfação na rinoplastia envolve a comparação entre o resultado possível de ser alcançado pelas técnicas atuais de rinoplastia e a expectativa de resultado esperado pelo paciente. Evidentemente nem todas as rinoplastias tem o mesmo resultado. Isso é decorrente das diferentes características anatômicas do paciente e dos diferentes níveis de qualidade de cada cirurgião. Portanto, procure saber detalhes e ter o máximo de informações sobre o cirurgião que irá realizar a sua rinoplastia.

Como escolher o seu cirurgião ?

Quanto mais especializado o cirurgião for, maior a a chance do procedimento ser bem sucedido. Parece óbvio, mas o difícil mesmo é descobrir como avaliar as capacitações dos diferentes cirurgiões. No Brasil não existe a área de atuação ¨Cirurgia Plástica Facial¨ como existe em outros países como nos Estados Unidos, por exemplo. Lá otorrinolaringologistas, cirurgiões plásticos, oftalmologistas e cirurgiões dermatológicos podem se certificar nessa área. Também no Brasil ninguém pode se chamar especialista em rinoplastia pois esta não é uma especialidade reconhecida pelo Conselho Federal de Medicina. No entanto as duas especialidades responsáveis pela maioria das rinoplastias realizadas no país são a otorrinolaringologia e a cirurgia plástica.  Nada na lei impede que qualquer médico realize uma rinoplastia, porém as chances dela ser bem sucedida aumentam consideravelmente se você for operado por um especialista da área. Você pode checar isso facilmente no site do Conselho Regional de Medicina de cada estado. Além disso a formação do seu cirurgião conta muito. A formação em grandes centros universitários de excelência certifica a excelência acadêmica do seu cirurgião e assegura que ele foi treinado nas mais modernas técnicas de rinoplastia. O tempo de experiência também conta muito. Cirurgiões iniciantes (menos de 5 anos) tendem a ter piores resultados do que médicos mais experientes. Alguns dizem que demora 10 anos para adquirirmos maturidade como médicos. Outro fator importante é o esforço na atualização profissional. Cirurgiões atualizados frequentam congressos e cursos, tanto nacionais como os caros mas proveitosos cursos internacionais. O reconhecimento do seu cirurgião entre os pares também conta. Solicite indicações aos seus médicos (inclusive cirurgiões plásticos) sobre quem realiza rinoplastia com melhore resultados na sua área. Outro fator de reconhecimento envolve a presença do seu cirurgião como palestrante em congressos e serviços de especialização médica. E por fim, porém igualmente importante está a indicação de outros pacientes, especialmente aqueles que você identifica como tendo um bom resultado.

Especialização em Otorrinolaringologia no Hospital das Clínicas da USP – São Paulo.

Título de Especialista em Otorrinolaringologia.

Pós-Graduação em Medicina Estética e Cirurgia Estética Facial – São Paulo.

Membro Titular da Academia Brasileira de Cirurgia Plástica da Face.

Dr. NELSONI DE ALMEIDA

Currículo completo
atualizacao-constante

E sobre a anestesia ?

Existem 2 maneiras de realizar a anestesia em uma rinoplastia. Local e sedação e anestesia geral. Na anestesia local são feitas injeções que realizam o bloqueio dos principais nervos que realizam a inervação do nariz. É a chamada ¨anestesia do dentista¨. Associado com isso o anestesista realiza a administração de medicações que induzem o sono e promovem analgesia. Na anestesia geral o paciente perde completamente a consciência e necessita de auxílio para conseguir respirar. Nessa opção o paciente não tem consciência sobre nenhuma parte da cirurgia e é a escolhe preferencial quando associamos a turbinectomia, procedimento que visa melhorar a respiração dos pacientes. Tenha certeza que um anestesista irá acompanhar a sua cirurgia. Alguns colegas preferem realizar a cirurgia e a anestesia sozinhos, o que não é recomendado ou permitido pela legislação.

E o pós-operatório ?

Existem roxos e existe o edema (inchaço). Alguns mais, outros menos, mas todos passam por isso. O pico do roxo e do inchaço ocorre em 48hs da cirurgia e costuma melhorar após o 5o dia. Os curativos iniciais (que envolvem um plástico termomoldável para conter o nariz) ficam na primeira semana, sendo trocados apenas por micropore por mais 3 a 7 dias. Os pontos externos quando presentes são removidos entre 5 a 8 dias, sendo os pontos internos todos absorvíveis em um período de até 30 dias. As atividades do dia a dia são retomadas de 7 a 10 dias e os exercícios físicos entre 2 a 6 semanas, na dependência do tipo de esforço e a presença ou não de contato físico.

Quer saber mais ?

Siga o nosso BLOG !

    Agende sua avaliação com quem é expert no assunto.

    Marque sua consultai